Como posso colaborar?

Como posso colaborar?

Prezado devoto da Serva de Deus Mãezinha do Carmelo,

Ao final da fase arquidiocesana do Processo de beatificação e canonização da nossa querida Mãezinha, diversas pessoas me perguntaram: “Padre, que passos serão dados no Processo agora que tudo foi enviado ao Vaticano?” Do mesmo modo que respondi a estas pessoas, gostaria de partilhar também com você, de modo sintético, o que acontecerá.

A documentação do Processo foi levada para a Congregação das Causas dos Santos, no Vaticano. Lá, esses documentos serão avaliados e entregues para que se faça a redação da Positio, isto é, um resumo de toda a fama de santidade da Mãezinha durante sua vida, na sua morte e depois de sua morte. Isso tudo será feito a partir do material recolhido, aqui na Arquidiocese de Pouso Alegre, pela Comissão História e pelo Tribunal que ouviu as testemunhas. Através deste resumo, os peritos (cardeais, bispos e teólogos) irão estudar, discutir e dar o seu voto afirmando se percebem ou não que a Mãezinha viveu heroicamente as virtudes cristãs. Se os votos forem favoráveis, serão apresentados ao Santo Padre, o Papa, o qual por sua vez estuda a causa e, se achar conveniente, a proclama Venerável.

Enquanto isso, aqui na Arquidiocese, um novo Tribunal será constituído para avaliar, através de provas escritas e testemunhais, se alguma das graças recebidas e atribuídas à intercessão da Mãezinha pode ser considerada inexplicável pelas ciências médicas. Essas graças, normalmente, se referem à cura de alguma doença grave. Caso isso aconteça, depois de vários estudos, todo o material será novamente enviado ao Vaticano e, lá, os peritos médicos estudarão essa graça recebida e se não conseguirem explicar, através dos conhecimentos da medicina, como essa cura aconteceu, então será levada para o estudo e avaliação dos cardeais, bispos e teólogos. Se eles derem seu parecer favorável, esse resultado será levado até o Papa e, se ele assim achar conveniente, essa cura será considerada um milagre e, deste modo, a Serva de Deus será proclamada Beata. Para que ela seja, posteriormente, proclamada Santa é necessário que outra cura seja estudada, avaliada e considerada milagre, seguindo os mesmos trâmites já acenados.

Pode-se notar que um Processo de beatificação e canonização não é algo que se faz de modo repentino, mas exige paciência e muita atenção. Isso não é fruto de meras burocracias, mas sim da seriedade com a qual a nossa Santa Igreja realiza a sua missão de apresentar alguém como modelo de santidade para todo o povo cristão. A Igreja Católica tem plena consciência de que somente Deus é três vezes santo e que há um único mediador entre Deus e os homens, nosso Senhor Jesus Cristo. Então, por que trabalhar para que algumas pessoas sejam beatificadas e santificadas? Faz-se isso justamente para que elas sejam um sinal para nós, que peregrinamos neste mundo, a fim de que tenhamos consciência do chamado principal que Deus nos faz: sermos santos como Ele é santo (cf.

1Pd 1,16). Os santos, antes de serem intercessores, são modelos a serem seguidos. Eles nos fazem perceber que também nós podemos e precisamos viver a santidade!

E se a Igreja, em sua hierarquia, leva tanto a sério esses passos, também nós precisamos leva-lo! Justamente por isso, gostaria de pedir sua colaboração para que o Processo da Mãezinha possa seja levado adiante! De que modo?

Em primeiro lugar, você pode colaborar rezando e difundindo a devoção a esta tão grande Serva de Deus. Se você conhece alguma pessoa que está precisando de uma graça especial, fale da Mãezinha para essa pessoa, dê a ela uma relíquia e a oração da Mãezinha e, junto com a pessoa, peça a graça a Deus. E se alguém considerar que recebeu tal graça, diga a ela para entrar em contato comigo, pois talvez será essa graça o milagre necessário para a beatificação e a canonização da Serva de Deus. Os relatos de graças podem ser entregues no Carmelo da Sagrada Família e, desse modo, chegarão até mim.

Em segundo lugar, sua colaboração com este Processo se dá através da sua busca pessoal de santidade. Pelo batismo, todos nós somos chamados por Deus para vivermos na santidade. E isso não se dá de modo extraordinário, mas na fidelidade às pequenas coisas do nosso cotidiano. Em tudo o que fizermos, no âmbito da família, do trabalho, da escola, dos relacionamentos... precisamos nos esforçar para fazer a vontade de Deus e em tudo agradá-lo. De nada adiantaria se a Mãezinha chegasse à honra dos altares se cada um dos seus devotos ficasse longe de Deus. Mãezinha, através deste Processo, diz, carinhosamente, a cada um de nós: “não tenha medo de ser santo, de querer agradar a Deus com o que você é e o que você faz!”

E, por fim, você pode colaborar oferecendo sua ajuda em dinheiro para custear os investimentos necessários para o Processo. Devemos lembrar que, de agora em diante, os custos são, mais ou menos, triplicados, pois os valores são pagos em euro e não apenas em reais. O que se paga? Pagam-se os trabalhos de gráfica para imprimir a documentação, as horas de estudos feitas pelos peritos, os trabalhos dos redatores, teólogos e médicos, as viagens aéreas do postulador etc. Se você pode colaborar, sua ajuda será bem-vinda e poderá ser oferecida diretamente no Carmelo ou através de depósito bancário na conta da Caixa Econômica Federal - Agência 0147 - Conta: 8.293-9.

Um Processo como este da Mãezinha é um grande dom de Deus não apenas para o Carmelo da Sagrada Família e para a Arquidiocese de Pouso Alegre, mas para toda a Igreja Católica. Ficamos muito felizes por este sinal tão eloquente do amor misericordioso de Deus para conosco. Vamos, então, rezar para que ele seja levado adiante, vamos nos esforçar para sermos santos e vamos colaborar de acordo com nossas possibilidades e com o desejo de nosso coração. Que Deus nos abençoe nestes passos!

Receba meu abraço fraterno.

Pe. Leandro de Carvalho Raimundo
Vice-Postulador

↑ Voltar ao topo