Homenagens à Mãezinha

Homenagens à Mãezinha

Mãezinha, Dom de Deus
 

Bendita tua vida

arraigada no Amor supremo

mostraste na simplicidade da lida a ternura de Deus

estampado em seu rosto sereno.

 

Bendito o teu sorriso

irradiador de uma profunda alegria

dom de Deus para a Igreja

vida para o mundo

testemunho ardoroso, dom que extasia.

 

Bendito jardim que foi plantada

e pelo carinho do Criador foste cultivada

e que por tanto zelo foste consumida

se tornou para o povo

criatura  santa, criatura tão amada.

 

Bendito chão que pisaste

benditas as palavras que pronunciaste

reveladoras da fonte celestial

Impregnadas de doce generosidade

que foi cultivada até p final

privilegiada alma, benção do Céu.

que aqui na terra

se torna perpétua, exemplo de fidelidade.

 

Bendita Mãezinha,

Mestra dos valores eternos

vida repleta de força edificante

no colo de sua amada Igreja

és lembrada e guardada como preciso diamante.

 

A eternidade já habitava em ti!

E em ti a eternidade se torna verdade,

algo que podia ser contemplado

pelo teu sorriso, pelo teu rosto cheio de serenidade
 

Saudações Imãs Carmelitas. Paz e Bem! 

Ao enviar este simples poema, neste simples gesto, quero externar com profunda admiração o precioso, o rico itinerário percorrido por Madre Maria Imaculada da Ssma. Trindade. “A santidade é um dom de Deus, um desafio constante do cotidiano de todo aquele que é batizado”. Uno-me a vocês e a todo o povo de Deus, com alma e coração para pedir a Deus Pai, que a Mãezinha seja brevemente canonizada.

 

Ana Lúcia Coutinho

 

 

Rezar e calar! Rezar e sofrer! Rezar e morrer!
(Lema de Vida da Serva de Deus Maria Imaculada da SS. Trindade)

Letra: Irene Rangel de Almeida
Música: Madre Maria Teresa de Jesus, ocd

 

Refrão: Rezar e calar! Rezar e sofrer! Rezar e morrer!

1. Ensina-me, Jesus, a rezar e a calar!

Rezar e calar, pra poder ouvir meu irmão,

Rezar e calar, para agradecer teu perdão,

Rezar e calar para contemplar a criação!

2. Ensina-me, Jesus, a rezar e a sofrer!

Rezar e sofrer sempre unida à tua dor,

Rezar e sofrer como Maria, e não em vão,

Rezar e sofrer, porque é só teu meu amor!

3. Ensina-me, Jesus, a rezar e a morrer!

Rezar e morrer, porém, jamais Te ofender,

Rezar e morrer para salvar meu irmão,

Rezar e morrer, e assim, meu Deus, no céu Te ver!

No céu

Letra e Música: Luiz Fernando

 

No céu, no céu, no céu, no céu

1. No céu está sentada ao lado de Jesus, Maria Imaculada, virgem de luz.

Cercada de amor pelo Amado. Serviu o Senhor se Esposo esperado.

Da Virgem Maria as virtudes segui. Sendo Imaculada sua pureza auriu.

“Sendo a vida breve, temos que dispor de cada minuto para amar o Senhor”.

Serva de Deus Maria Imaculada, guiai seus filhos nesta longa jornada.

Refrão: Oh carmelita! Oh Mãezinha! Sede nossa protetora junto ao Filho da Rainha.

2. Nos braços de Deus, buscou sempre estar. Foste carmelita para as almas amar.

Escondida na clausura, profecias falou, pra salvar as almas sua vida doou.

Agora no céu, ao lado da Trindade, interceda por nós e pela humanidade.

Teu exemplo também nos convida para com alegria doar nossa vida.

Com Jesus e contigo queremos estar, depois deste exílio no céu vamos morar.

Ó Mãezinha do Carmelo

Letra e Música: José Eymard

Refrão: Ó Mãezinha do Carmelo, Maria Imaculada da Santíssima Trindade, Serva de Deus.

1. Mil novecentos e nove, nasceste Maria Giselda, sendo educada na fé e no amor de Deus.

Quando adolescente, queria vida de luxo, mas logo se entregou à missão de servir a Deus!

2. No Carmelo de Campinas, o coração sentia a necessidade de uma nova missão.

Fundar em Pouso Alegre, um novo Carmelo sob a proteção da Sagrada Família de Deus.

3. Mil novecentos e oitenta e oito, encontraste com Deus no céu e nós aqui na terra ganhamos uma intercessora.

Já é Serva de Deus e nos concede graças e pedimos ao Pai pela sua canonização.

Pedacinho do céu

Música e Letra: José Eymard

Refrão:

Jesus Cristo glorioso, abençoa seu povo fiel, que te louva pelo Carmelo,

um pedacinho do céu.

1. Pouso Alegre se orgulha de ter, um pedaço do céu em seu chão.

Missão de Dom Delfim e Mãezinha, sessenta e nove anos de fundação (2x)

2. É preciso sempre mais amar a Deus e partir pra uma nova missão.

Foi erguido um novo Carmelo, cinquenta e cinco anos da construção (2x)

3. Rezar para salvar as almas, adorar o Cristo salvador.

Por intercessão da Mãe do Carmo, abençoa as Carmelitas ó Senhor (2x)

 

↑ Voltar ao topo